Escolha uma Página
Valda Prata

Valda Prata

Protetora dos Animais

Funcionária pública e protetora dos animais nas horas vagas. Presidente da FAUNA (Francisco de Assis União Protetora dos Animais) de São José do Rio Preto/SP.

A adoção de animais abandonados exige consciência

 

A adoção de animais abandonados é um ato de amor. Mas, antes de adotar, você deve entender que adotar um cachorro ou um gato é ser responsável por ele durante anos e que eles precisam de cuidados, carinho e atenção.

 

A adoção de animais abandonados exige consciência

 

Então, antes de adotar um bichinho, pense bem. Veja se todos que moram com você estão de acordo e lembre-se que você irá cuidar desse animal por toda a vida dele (média de 12 anos). Lembre-se que terá despesas com alimentação, vacinas, remédios, veterinário etc. Você também precisa pensar se em caso de viagem terá com quem deixar seu animal.

 

Um animal de estimação enche a casa de alegria, mas dão trabalho, gastos, exigem tempo disponível, fazem xixi, precisam de veterinário, às vezes crescem mais do que o esperado ou fazem muita arte. Estes são alguns dos motivos pelo quais as pessoas abandonam seus animais. Em muitos casos, deixam suas fêmeas darem cria e depois jogam os filhotes na rua, pensando que “alguém vai pegar”. Abandono é crime (art. 32 da Lei 9605/98).

 

Você já observou a quantidade de cães e gatos de rua? Este é um grave problema em toda cidade. Animal na rua sofre! Eles não conseguem sobreviver sem ajuda. Na rua estão sujeitos a maus tratos e atropelamento.

 

Salve uma vida – adote um animal abandonado!

 

Você pode pensar: de que adianta eu salvar um se tem tantos por aí?

 

Então, vou contar uma estória (desconheço a autoria):

 

“Era uma vez um escritor, que morava numa praia tranquila, numa colônia de pescadores. Todas as manhãs ele passeava à beira-mar para se inspirar e à tarde escrevia.

 

Um dia, quanto caminhava pela praia, viu a silhueta de alguém que parecia dançar. Quando se aproximou, viu um jovem a apanhar estrelas-do-mar na areia e a lançá-las no mar.

 

– Por que estás a fazer isso? – perguntou o escritor.

 

– A maré está baixa e o sol está quente. As estrelas vão secar ao sol e morrer se ficarem aqui na praia.

 

– Mas jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pelas suas areias. Lanças algumas de volta ao mar. Que diferença faz? A maioria vai morrer de qualquer maneira …

 

O jovem pegou mais uma estrela na areia e atirou-a de volta ao mar. Depois olhou para o escritor e disse:

 

– Para esta, eu fiz a diferença”

 

Para esta, eu fiz a diferença...

 

Então, faça a sua parte! Faça a diferença: Adote um animal abandonado – você salva uma vida e ganha um amigo!

 

Crédito de imagens: Pixabay, Pixabay.

Pin It on Pinterest

Conteúdo VIP!

Conteúdo VIP!

Coloque seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog.

 

Não se preocupe, jamais enviarei spam.

Você foi inscrito com sucesso!